Notícias

Confira as últimas novidades do Andrés

“As pessoas têm que saber separar o que é a paixão pelo futebol e o restante da vida do cidadão. Se o dirigente fez um bom trabalho, o pessoal reconhece e isso aparecerá”. A frase foi dita por Andrés Sanchez, candidato a deputado federal pelo PT, durante o Desafio iG, programa exibido pelo portal de internet e que colocou Andrés frente a frente com Marco Aurélio Cunha.

O ex-presidente do Corinthians e Marco Aurélio, vereador em São Paulo e candidato a deputado estadual, responderam a questões ligadas ao esporte e à política. Questionado sobre a relação entre os dois temas, Andrés afirmou que “sempre ouvi que usavam muito a política no futebol. Hoje, vejo muita gente falando que não tem política no futebol. Acho que as duas coisas andam juntas, você não pode usar, para o mal ou para o bem, a política para o futebol ou o futebol para a política”.

Ele também apresentou suas propostas, com destaque para a reforma política, que colocou como condição para as demais mudanças no país. Como apontou, “não deve haver reeleição, é preciso aumentar o mandato para 5 ou 6 anos e acabar com a reeleição em todos os cargos, pois é um mal para o país”.

Por fim, questionado por Marco Aurélio, Andrés defendeu “uma reforma no futebol muito profunda, cortando na carne, e não apenas o que já foi feito”. Entre as necessidades, concluiu, está uma eventual contrapartida social por parte dos clubes, com a abertura de sua sede social para as comunidades carentes nos dias de menor movimento.

1 comentário